Boas histórias são distorcidas, aumentadas e inventadas. E uma taverna é o melhor lugar para contá-las!
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Taryn Windkorf

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Gust

avatar

Mensagens : 6
Data de inscrição : 16/12/2015
Idade : 26

MensagemAssunto: Taryn Windkorf   Qua Dez 16, 2015 6:08 pm

Spoiler:
 

Taryn Windkorf


Apelido: ... Idade: 30 Idade Aparente: 28 Sexo: Masculino Etnia: Caucasiano Linhagem: Ascaloniana Altura: 1,75m Ocupação: Espada de aluguel

Aparência e detalhes perceptíveis

 Taryn possui algumas boas cicatrizes por seu corpo cada uma com sua propria historia traduzindo suas viagens até divinity's reach, a mais caracteristica é o arranhão e mordida de Charr encontrados em suas costas... Provavelmente não foi uma historia muito prazerosa. Apesar de tudo ele possui um jeito leve e gentil de tratar os outros sempre carregando um sorriso e um otimo humor.

Filosofia e crenças

 Como filosofia de vida Taryn carre o dizer "Com uma arma em mãos nos deixamos nossa civilidade, com ela apontada para nosso inimigo perdemos nossa humanidade". Para ele não importa a raça ou crença, todos são iguais diante da batalha e assim devem ser tratados. Justiça e honra andam lado a lado com caos e furia, assim leva-se a vida e diante de tal mundo ele não tem escolha a não ser... ser feliz.

 Em sua vida possui uma atitude pacifica e alegre não se deixando abalar por poucas coisas, não liga para diferenças e acha que são meros detalhes que tornam cada um seu proprio individuo.

 Em batalha sera encontrado como um inimigo astuto e controlador, não tem medo de estar em meio ao caos tentando ao maximo ser a rocha que quebra aquele fluxo... Porem, seria a rocha feita para bloquear o fluxo da batalha, ou seria ela feita para evitar que algo pior se junte a ele?

Personalidade

 Taryn tem um jeito alegre e leve de levar a vida preferindo uma boa risada a destilar raiva por poucas coisas nesse mundo, afinal para ele já teria demais disso por ai. Ele não liga para diferenças como raça tentando ter um bom e divertido relacionamento com os que vier a se encontrar desde que demonstrem respeito, no caso de não ele tomara algumas atitudes evitando ao maximo extremas.

Equipamentos e combate



Armamento

Como sua arma principal ele carrega uma espada longa de modelo Kryttanico, ela foi encontrada entre o que sobrou de um de seus companheiros antigos... É uma lembrança importante e um sinal de que não somos tão diferentes das bestas, quando perdemos nossas armas.

Possui um escudo que de tempos em tempos tende a trocar por um melhor ou talvez um menos danificado.

Proteção

Como proteção ele utiliza uma armadura de placas sobre uma cota de correntes, ambas já um tanto antigas mas de boa qualidade. Ambos são parte do que um dia foi seu uniforme de soldado, hoje modificados para uma melhor utilidade e duração.

Utilidades e Equipamentos adicionais

Possui os equipamentos basicos para um mercenario trabalhar sendo levados em sua cintura, entre eles uma adaga e alguns utilitarios de primeiro socorros.

Magia

Não possui treinamento magico.

Combates e Habilidades adicionais

Possui um forte e concentrado treinamento em combate corpo a corpo e defesa contra uma variedade de tecnicas junto ao estilo de luta Ascaloniano, ambos oferecidos como treinamento em ebonhawke, foi  sendo adaptado por ele mesmo durante suas viagens.

Forças e Fraquezas

Possui talento em combate corpo a corpo e estrategias de batalha, porem, torna-se fraco diante de situações que despertem sua furia por tentar reprimir-la. Possui tambem poucos conhecimentos fora do circulo militar e de combate tendo apenas o basico que aprendeu em seu caminho mas não um conhecimento profundo.

Informações adicionais



Biografia

Infância e adolescência:

 Taryn nasceu em uma familia comum em Lion's Gate, filho de Ascalonianos puros ele cresceu em uma pequena comunidade de familias que sobreviveram à guerra e se mudaram juntas para aquela região. Seu Pai e Mãe eram mercadores e não era estranho encontrar-los viajando pelo mundo e revezando os cuidados à casa e ao seu filho.
 Nesse meio ele cresceu junto a varios jovens dentre eles seus melhores amigos Joshua e Wilsek, os tres eram o terror daquela comunidade sempre sendo pegos em algum tipo de travessura ou trapaça com os comerciantes.

(Under construction)

A Lua de sangue:


 Era uma noite sombria, apesar da lua cheia brilhar no céu era como se a terra estivesse em luto pelo destino da segunda e quinta infantaria de Ebonhawke que marchavam em direção ao campo de batalha com o fim de serem as iscas para um ataque surpreza contra nada menos que o Bando de guerra da Flame Legion... Sim, os Charrs, inimigos jurados do povo daqueles tres jovens soldados que marchavam juntos como faziam desde sua juventude.
 Taryn não sabia mas era como se sentisse que algo estava errado, seu corpo se aquecia naquela noite fria, seu coração disparava apesar da batalha mal ter começado, e olhando para seus companheiros parecia que sentiam o mesmo... Havia algo errado ali, errado naquela batalha e ele não sabia o que era ou o que fazer sobre isso! Porem, esse pensamento não durou por muito tempo, o batedores voltavam com noticias da ofensiva dos Charrs e os oficiais superiores ditavam suas ordens, pouquíssimos momentos depois o rugido daquelas criaturas ecoou pela floresta e o avanço começou.
 A batalha acontecia e o sangue de ambos os exercitos caiam sobre o solo, um a um seus companheiros caiam junto aos Charrs porem nada mudava a batalha continuava exatamente como se iniciou, um empate sangrento. Taryn então eprcebeu que não haveriam reforços, não haveria ninguem para ajudar-los e nem os oficiais da infantaria estavam em seu campo de visão... Porem, esse pensamento não durou muito, pos logo depois um grito quase bstial foi ouvido por tras dele e quando se virou pode apenas ver seu amigo Wilsek correndo em sua direção e o atacando com seu machado, confuso Taryn bloqueou com seu escudo que foi empurrado para tras antes de receber um soco no meio do peito que o tirou do chão o jogando alguns metros para tras sobre um charr que já estava mais morto do que vivo. O mundo ao redor dele girava e as cenas que ele via eram tão grotescas que em seus piores pesadelos não imaginou algo assim... Tanto os charrs quanto os soldados de Ebonhawke lutavam como bestas enfurecidas, quebrando e largando suas armas como se fossem espetos inuteis e entrando em um corpo a corpo inquietador, seu corpo gemia pela dor daquele soco enqunato ele se levantava, não achando mais sua espada em sua mão e tendo apenas seu escudo ele gritava para que Wilsek retornasse ao seu Eu brincalhão e ingenuo, mas para nada serviu...
 Enquanto seu amigo vinha com a furia de um animal selvagem em sua direção, taryn pensava em o que fazer, então tomando o escudo em ambas as mãos Taryn evadiu-se do primeiro assalto recebendo outro golpe irregulas de raspão da empunhadura do machado de seu amigo que logo o levantava para atingir-lo, nesse momento Taryn pos seu escudo à frente e o machado acabou preso na tentativa de partir-lo no meio para chegar a Taryn. EM um movimento rapido ele puxou o machado junto com o escudo e golpeou Wilsek no rosto o derrubando no chão para logo se ajoelhar sobre o amigo e tentar desacordar-lo com socos e mais socos, a cada soco ele rezava em sua mente "Desmaia.... Desmaia!" mas jura ele que entre esses sussurros em sua mente ele ouvia uma voz diznedo "Morra...". Em um estalar sua consciencia parecia ter saltado varios segundo... E nesses segundos seu amigo jazia imoveu no chão, sem vida. Taryn foi tomado por uma confusão, uma furia insaciavel, ele se levantou e pos as mãos sobre a cabeça "Não...!" Ele gritou enquanto olhava para o inferno de sangue ao seu redor e a lua que parecia resplandecer um brilho de sangue palido atraves das sombras e da fumaça... Nos segundos seguintes aquele calor, aquela insanidade bestial pareceu tomar contra dele, sua sobrevivencia era necessaria, só isso importava. E apesar de implorar que acabasse, aquela noite continuou... Até que ao amanhecer tudo caia sobre o silencio dos mortos... E Taryn acordava entre as dezenas de cadaveres de seus amigos e inimigos.

O Soldado do Brazão caido:

 Seu corpo gritava com a dor dos ferimentos diversos, desde cortes até um mordida que vinha direto das prezas de um Charr da noite passada, Taryn se movia cambaleante por entre as infinitas passagens em direção ao Oeste, não poderia confiar em ninguem, não sabia o que acontecia... Em sua mão usando como apoio ele carregava a espada de Joshua, que foi encontrada nas costas de outro soldado enqunato ele escapava aquela cena do inferno.
 Ele andou, e andou, quilometros em minutos, centimetros em horas, ele andou sem pensar para onde, só andou... Até ser encontrado por uma caravana de mercadores que oresgataram e cuidaram dele no caminho até as terras dos Norns em shiverpeak.
Relacionamentos notaveis

-Seus melhores amigos Wilsek que ele mesmo matou em combate, e seu amigo Joshua o qual o corpo não conseguiu encontrar mas já da para se imaginar como acabou.

Outros detalhes a notar
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Shuu

avatar

Mensagens : 4
Data de inscrição : 16/12/2015
Idade : 24

MensagemAssunto: Re: Taryn Windkorf   Qua Dez 16, 2015 9:13 pm

Nossa, ficou show como descreveu a batalha que marcou totalmente a vida do seu personagem como uma narrativa, ficou marcado e é um momento chave para o que tornou o soldado um mercenário.

Também, depois do que conversamos sobre o porque deles terem se descontrolados na guerra, dá pra entender o que levou Taryn a ficar tão confuso, já que eram amigos de infância. Dá dó. Esse mundo é cheio de gente fodida mesmo. Hahah.

Muito boa a ficha cara, ficou massa. Hail, Taryn!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Taryn Windkorf
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
O Lago D'Abismo :: Guild Wars 2 :: Personagens-
Ir para: